Como surgiram os containers?

Gostou? compartilhe!

Como surgiram os containers?

Hoje, quando se veem containers sendo empregados para a construção de casas, estacionamentos, conjuntos habitacionais e até estádios, é comum que as pessoas se interessem por saber como eles surgiram. O post de hoje é exatamente sobre isso. Não deixe de ler!

Quando surgiu o primeiro container?

Estas caixas de metal são uma invenção relativamente recente, pois não têm ainda um século. Quem despertou sobre a necessidade de ter algo que pudesse não apenas armazenar cargas, mas também empilhá-las, além de ser resistente e fácil de ser carregado, foi o norte americano Malcom McLean na década de 1950.

Porém, foi somente no fim da década de 1960 é que os containers passaram a ter um formato mais próximo do que conhecemos hoje. E estas caixas de metal são tão duradouras que muitas das fabricadas nesta época ainda hoje estão em perfeito estado para serem usadas.

Os containers são tão importantes para o mercado globalizado que são considerados por especialistas da área uma das maiores invenções do século, pois proporcionaram às empresas não apenas condições adequadas de armazenamento, mas economia, visto que o processo de carregamento se tornou muito mais rápido.

É importante frisar que McLean era um empresário de transporte rodoviário, mas sua invenção ultrapassou este limite, sendo amplamente utilizada nos anos seguintes no transporte marítimo.

Containers marítimos

Este norte americano era mesmo um visionário. Ao enxergar o potencial dos containers, McLean vendeu sua empresa de transporte de caminhões para iniciar um novo negócio no ramo da navegação.

Foi nessa época que testou diversos formatos de containers até chegar a algo próximo do que temos hoje. Aspectos como resistência, padronização, segurança e facilidade para empilhar, carregar e descarregar eram imprescindíveis.

Com as caixas de metal adequadas, o empresário descobriu que os barcos da época não dariam conta de transportar os containers e precisou comprar um navio petroleiro, realizando as devidas adaptações na embarcação. Mesmo com tudo isso, o negócio se mostrou cada vez mais promissor.

Os containers ganharam certificações e padronizações ISO em 1968 e na década seguinte o negócio de McLean já era extremamente bem-sucedido. De lá para cá, o segmento só cresceu.

Para ter uma noção do quanto as caixas de metal transportam pelo mundo, movimentando milhões de dólares, basta saber que o cargueiro Emma, da Maersk – uma conceituada empresa no segmento – tem capacidade de transporte de 15 mil containers de uma só vez. Isso significa que ele faz o mesmo trabalho que mais de 16 mil caminhões carregados!

E, por falar na Maersk, gigante nesse segmento atualmente, muita gente não sabe, mas ela era a empresa de McLean, chamada de Sealand, que há alguns anos mudou de nome, transformando-se em um conglomerado chamado Maersk Line.

Quer saber mais sobre containers? Continue acompanhando as postagens no nosso blog!



Gostou? compartilhe!

Whatsapp COMPASS Whatsapp COMPASS